Tratamentos do Câncer Colorretal

Tratamentos do Câncer Colorretal

A escolha do tratamento depende principalmente da localização da lesão tumoral no cólon ou reto e do estadiamento da doença. O tratamento da doença poderá incluir cirurgia do cólon ou reto, quimioterapia, radioterapia e terapia alvo. Para pacientes com doença avançada também podem ser utilizadas a ablação ou a embolização.

Após o diagnóstico e estadiamento da doença, o médico discutirá com o paciente as opções de tratamento. Dependendo do estágio da doença, um ou dois destes tipos de tratamento podem ser realizados simultaneamente ou usados um após o outro.

Um fator a considerar para a escolha dos tratamentos a serem utilizados, inclui o estado geral de saúde do paciente, os possíveis efeitos colaterais do tratamento, e a probabilidade de curar a doença, prolongar a vida, ou aliviar os sintomas.

Fonte: Oncoguia

Comente!

Câncer Colorretal (Cólon, Reto e Intestino Grosso) – Saiba Mais

Câncer Colorretal (Cólon, Reto e Intestino Grosso) – Saiba Mais

O que é o câncer colorretal?

O câncer colorretal é uma neoplasia que se origina de qualquer porção do colón, reto ou canal anal. A doença começa na camada superficial do revestimento intestinal e com o tempo vai atingindo as camadas mais profundas.

Atinge pessoas de qualquer sexo e idade, mas é mais comum após os 50 anos. No Brasil, para o ano de 2010, há uma estimativa de 13.310 casos novos em homens e 14.800 casos novos em mulheres, sendo assim, o 4° tumor mais comum em homens (ficando atrás de próstata, pulmão e estômago) e o 3° tumor mais comum em mulheres (depois de câncer de mama e colo de útero). (mais…)

Comente!

Dicas

Qualidade de Vida é um conceito amplo que inclui bem-esta físico, emocional, social e espiritual. Muitas vezes os tratamentos oncológicos como quimioterapia, radioterapia, cirurgia e hormonioterapia, entre outros, podem causar alguns efeitos colaterais que podem interferir na qualidade de vida do paciente.
É importante que o paciente procure fazer atividades que lhe tragam prazer e o mantenha ativo. Preste atenção se houver muita tristeza, isolamento, sonolência, esquecimento, choro fácil, pois esses sintomas podem sinalizar um quadro depressivo que é comum em pacientes oncológicos.
Mantenha-se em atividade. Em muitos casos não há restrição ao trabalho. Saia com amigos, conviva com sua família e participe de grupos de discussão. Isso tudo te ajudará durante o tratamento.
Dicas

Na Mídia

Programa Entre Nós - Crioterapia Capilar

Vídeos

Blog