Câncer de Ovário

Câncer de Ovário

Não existem exames de rastreamento para o câncer de ovário. Por isso, mesmo este é o câncer ginecológico de mais difícil detecção; cerca de 75% dos casos são descobertos já em estágio avançado.

A principal recomendação aqui é ficar atenta aos fatores de risco e aos sinais e sintomas anormais que possam aparecer. A visita anual ao ginecologista é imprescindível.

Os fatores de risco para câncer de ovário são:

  • Idade superior a 40 anos.
  • Histórico familiar.
  • Não ter tido filhos ou ter tido o primeiro filho após os 30 anos.
  • Uso contínuo de anticoncepcionais e reposição hormonal.

Fonte: Oncoguia

Comente!

Anomalia em gene está ligada ao câncer de ovário, diz estudo

Anomalia em gene está ligada ao câncer de ovário, diz estudo

Mulheres com uma anomalia no gene BRIP1 têm três vezes mais risco de desenvolver câncer de ovário, revela um estudo publicado no Jornal do Instituto Americano do Câncer (JNCI). O gene alterado já havia sido identificado como um fator de predisposição de câncer de ovário, mas esta é a primeira vez que tal risco é quantificado. (mais…)

Comente!

Sinais e Sintomas do Câncer de Ovário

Sinais e Sintomas do Câncer de Ovário

O câncer de ovário pode causar vários sinais e sintomas. Entretanto, é mais frequente o aparecimento de sintomas quando a doença se disseminou para outros órgãos. Os sintomas mais comuns incluem:

  • Dor pélvica e/ou inchaço abdominal.
  • Dificuldade na alimentação ou sensação de plenitude.
  • Necessidade urgente e frequente de urinar.

(mais…)

Comente!

Dicas

Qualidade de Vida é um conceito amplo onde inclui bem estar físico, emocional, social e espiritual. Muitas vezes os tratamentos oncológicos como quimioterapia, radioterapia, cirurgia, hormonioterapia, entre outros, podem causar alguns efeitos colaterais que podem interferir na qualidade de vida do paciente.
É importante que o paciente procure fazer atividades que lhe tragam prazer e o mantenham ativos. Preste atenção se houver muita tristeza, isolamento, sonolência, esquecimento, choro fácil, pois esses sintomas podem sinalizar um quadro depressivo que é comum em pacientes oncológicos.
Mantenha-se ativo, muitas vezes não há restrição ao trabalho, saia com amigos, conviva com sua família, participe de grupos de discussão, isso tudo o ajudará durante o tratamento.
Dicas

Blog