Câncer de Colo do Útero

Câncer de Colo do Útero

Cerca de 90% dos casos de câncer de colo de útero tem relação com o vírus do papiloma humano (HPV). Portanto, este é o grande fator de risco para a doença. Como o HPV é transmitido sexualmente, o ideal é que toda mulher, após a primeira relação sexual, consulte um ginecologista regularmente e realize o exame Papanicolaou. Para prevenir o HPV e, consequentemente, o câncer de colo de útero, toda mulher deve usar preservativo durante a relação sexual. (mais…)

Comente!

HPV e Câncer de Colo do Útero

HPV e Câncer de Colo do Útero

O colo do útero é a parte mais inferior do útero e liga o corpo do útero à vagina. As alterações no colo do útero são geralmente causadas por infecção pelo HPV, e quase todos os cânceres do colo de útero (mais de 99%) estão relacionados a este vírus. Desses casos, cerca de 70% são causados pelo HPV tipos 16 ou 18.

Mudanças nas células cervicais de baixo grau são causadas por certos tipos de HPV. Na maioria das vezes, as alterações de baixo grau desaparecem sem tratamento, mas se as lesões crescem até transformar-se em verrugas, pode ser necessário removê-las. No entanto, as alterações de baixo grau também podem ser causadas por alguns tipos de HPV de alto risco. (mais…)

Comente!

Pílula anticoncepcional causa câncer de colo do útero?

Pílula anticoncepcional causa câncer de colo do útero?

Essa é uma dúvida relativamente comum já que algumas mulheres associam o uso do hormônio com risco aumentado de câncer. Mas esse raciocínio faz sentido para determinados órgãos como as mamas e endométrio (cavidade do útero) quando usamos hormônios na pré e pós-menopausa, tratamento que deve ser orientado e acompanhado com um médico. (mais…)

Comente!

Câncer de Colo Uterino Informações

Câncer de Colo Uterino Informações

Esse é o mês da conscientização do câncer de colo uterino, o 3º tipo de tumor mais comum nas mulheres no Brasil, acometendo principalmente as mulheres que moram nas regiões Norte e Nordeste do país.

O principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de colo de útero é a infecção pelo vírus HPV que é um vírus sexualmente transmissível.

Os tipos mais comuns de câncer do colo uterino são os carcinomas espinocelulares (CEC) que correspondem a 80% desses tumores, seguido pelo adenocarcinoma (10%).

A recomendação brasileira é que se faça o exame de Papanicolau a partir dos 25 anos ou assim que a mulher iniciou sua vida sexual ativa. Esse exame deve ser feito anualmente, e após 2 exames normais, pode ser realizado a cada 3 anos até os 60-64 anos. A incidência desse tipo de tumor antes dos 25 anos é rara.

colo-de-utero-pagina-1

O exame de Papanicolau é um exame simples, barato, que pode ser realizado no próprio consultório, indolor e que diminui a mortalidade por neoplasia de colo uterino quando feito regularmente, pois é capaz de detectá-lo no início.

As lesões iniciais do câncer de colo uterino são chamadas de lesões intraepiteliais ou displasias e são classificadas em baixo, moderado e alto grau. São os famosos NIC I, II e III. Nessas situações, muitas vezes os procedimentos a serem realizados para tratamento são simples sem a necessidade da retirada do útero para tratamento.

Quando essas lesões iniciais não são detectadas a doença continua a crescer e o tumor aumenta causando, então, sintomas que podem variar desde sangramento ou corrimento vaginal, até dor no ciático, edema do membro inferior e dilatação do rim (hidronefrose).

O tratamento para lesões restritas ao útero muitas vezes inclui cirurgia, radioterapia acompanhada ou não de quimioterapia. Quando a doença já comprometeu outros órgãos, as chamadas metástases, a quimioterapia e a radioterapia são os principais tratamentos.

É importante lembrar que hoje existe a vacina contra o HPV. Essa vacina está indicada para mulheres e homens entre 9 e 26 anos, e tem maior eficácia para aqueles que nunca tiveram contato com o vírus. A vacina no Brasil é a quadrivalente contra os subtipos 6,11, 16 e 18 do vírus.

Sendo o câncer de colo uterino a 3ª-4ª causa de morte por câncer nas mulheres, com o rastreamento fácil da doença através do Papanicolau e com a vacina contra o HPV como prevenção primária, temos que divulgar essas informações para que cada vez mais tenhamos um menor número de doença avançada e consequentemente morte por esse tipo de câncer.

Envie suas perguntas, teremos o prazer em respondê-las!!

 

Comente!

O que é o Câncer do Colo de Útero?

O que é o Câncer do Colo de Útero?

Existem dois tipos principais de câncer do colo de útero, o carcinoma de células escamosas e o adenocarcinoma. Cerca de 80% a 90% dos cânceres cervicais são carcinomas de células escamosas.

Durante as 3 últimas décadas os adenocarcinomas cervicais estão se tornando cada vez mais comuns. Esse tipo de câncer de colo do útero se desenvolve a partir das células glandulares produtoras de muco do endocervice. Com menos frequência estão os cânceres do colo do útero que têm características comuns aos carcinomas de células escamosas e aos adenocarcinomas, são os denominados carcinomas adenoescamosos ou carcinomas mistos.

As células normais do colo do útero podem gradualmente desenvolver mudanças pré-cancerosas que se transformam em câncer. Essas mudanças pré-cancerosas podem ser denominadas neoplasia intraepitelial cervical, lesão intraepitelial escamosa e displasia. Estas alterações podem ser detectadas por exames anuais de prevenção (Papanicolaou).

Embora quase todos os cânceres cervicais sejam ou carcinomas de células escamosas ou adenocarcinomas, outros tipos de câncer também pode se desenvolver no útero. Por exemplo,  melanoma, sarcoma, e linfoma, que ocorrem mais frequentemente em outras partes do corpo. (mais…)

Comente!

Dicas

Uma das coisas importantes durante o tratamento e o seguimento, é que se mantenha uma alimentação saudável, balanceada, rica em frutas e verduras, com bastante líquidos.
Em casos de pacientes que usam sonda nasoenteral ou gastrostomia, ou mesmo aqueles que estão perdendo peso rapidamente, é sempre importante acompanhar com um nutricionista para que esse profissional possa indicar suplementos alimentares se necessário.
Dicas

Na Mídia

Programa Entre Nós - Crioterapia Capilar

Vídeos

Blog