Tratando a Dor Oncológica

Tratando a Dor Oncológica

O primeiro fator a ser identificado é o que está provocando a dor, já que isso afeta a forma como a dor vai ser tratada. Medicamentos, procedimentos, terapias contra o câncer ou mesmo cirurgias podem ser realizadas de maneiras específicas para controlar a dor.
Se a dor for intensa, o médico prescreverá o melhor tratamento e com menos efeitos colaterais. É importante que o paciente mantenha seu médico informado durante o tratamento, para que ele possa saber a resposta a ele, e, se necessário, fazer os devidos ajustes. O objetivo é traçar um programa de controle da dor que seja eficaz para o paciente.
A dor oncológica é geralmente tratada com analgésicos. Existem alguns medicamentos que podem ser adquiridos sem receita médica, por exemplo, o ácido acetilsalicílico, acetaminofeno ou ibuprofeno. Estes medicamentos são os denominados analgésicos sem prescrição. Os medicamentos vendidos sem receita são administrados para dor de intensidade leve, e, podem ser também administrados associados a outros medicamentos para a dor mais severa.
Para o restante de medicamentos, é necessária receita médica. Converse com seu médico antes de tomar quaisquer medicamentos contra dor, porque alguns podem interagir com os medicamentos para o tratamento da doença de base.
Para algumas condições, os medicamentos e tratamentos alternativos podem não ser tão eficazes. Mas, existem tratamentos especiais contra a dor que muitas vezes podem ser administrados:
– Radioterapia – Para diminuir o tamanho do tumor.
– Cirurgia – Remoção de parte ou todo o tumor.
– Bloqueio de nervos – Medicamentos são injetados em ou em torno de um nervo ou na coluna vertebral para bloquear a dor.
– Neurocirurgia – Desligamento dos nervos para aliviar a dor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Dicas

Alguns tumores e algumas cirurgias podem deixar algumas sequelas ou restrições de movimento de algum membro. A fisioterapia nesses casos pode ajudar bastante na recuperação. Converse com o seu médico se no seu caso há indicação de se realizar fisioterapia.
Dicas

Blog